a a a
>> voltar
 
 

EDIÇÕES SESC SP MARCAM O LANÇAMENTO DO LIVRO ‘WALTER SMETAK O ALQUIMISTA DOS SONS’, COM APRESENTAÇÃO MUSICAL EM HOMENAGEM AO COMPOSITOR, NA UNIDADE PROVISÓRIA DO SESC AVENIDA PAULISTA

EDIÇÕES SESC SP MARCAM O LANÇAMENTO DO LIVRO ‘WALTER SMETAK O ALQUIMISTA DOS SONS’, COM APRESENTAÇÃO MUSICAL EM HOMENAGEM AO COMPOSITOR, NA UNIDADE PROVISÓRIA DO SESC AVENIDA PAULISTA



Publicação elaborada em parceria entre Edições SESC SP e Editora Perspectiva
será lançada em São Paulo, no dia 18 de agosto, ao som do Trio Sonax, com participação especial de Lívio Tratenberg

As EDIÇÕES SESC SP – que editam publicações que abrangem as áreas de cultura, artes, esportes, ciências sociais, educação e filosofia – e a Editora Perspectiva lançam, no dia 18 de agosto, às 18 horas, na Unidade Provisória do SESC Avenida Paulista, o livro ‘WALTER SMETAK: O ALQUIMISTA DOS SONS’. O evento será marcado pela apresentação musical do Sonax - Coletivo de compositores e artistas sonoros, o Sonax desenvolve projetos e criações musicais integrando a música a outras linguagens artísticas, tais como: o cinema, o vídeo, o teatro e a dança. A partir da criação de plásticas sonoras feitas por Marco Scarassatti e instrumentos inusitados de Marcelo Bomfim, o grupo Sonax une esse processo ao da composição coletiva a partir da música improvisada e à manipulação eletroacústica (live eletronic) de Nelson Pinton. Haverá a participação especial de Lívio Tratenberg - que, além de celebrar o lançamento do livro em São Paulo, integra também o Programa Instrumental SESC Brasil.


ANTON WALTER SMETAK

Violoncelista, compositor, escritor, escultor e construtor de instrumentos musicais, o suíço Anton Walter Smetak (1913-1984) passou a viver no Brasil a partir de 1937, tendo lecionado na Universidade Federal da Bahia e influenciado toda uma geração de músicos brasileiros. Sua obra está em sintonia com as vanguardas estéticas do início do século XX, aproximando a produção artística e o conhecimento científico. Nesse contexto, destaca-se a importância de Smetak, que, a partir de pesquisas acústicas, concebeu instrumentos musicais com um caráter escultórico, por ele denominados “plásticas sonoras”.

A primeira parte do livro aborda a época de formação do artista e suas fases de transição: desde a Europa ao Brasil, do fazer musical para sobrevivência em seus primeiros anos no país ao trabalho puramente artístico, da lutheria à plástica sonora. Além de dedicar capítulos aos processos de criação, à composição e à improvisação smetakiana; a segunda parte procura estabelecer uma tipologia para as obras do artista, classificando-as em instrumentos de inspiração primitiva, cinéticos e coletivos.

“Anton Walter Smetak acreditava que o som era o todo, tudo. Uma ampliação da esfera do ser, ao entrelaçar movimento, tempo e espaço, como um novo paradigma. Um contínuo exercício de criação que transgride a natureza efêmera do sonoro e se restitui, enquanto som-visual”, destaca o diretor Regional do SESC SP, Danilo Santos de Miranda em seu texto de apresentação do livro, acrescentando:

(...) “Esse percurso híbrido e reverberante presente na visualidade das obras de Walter Smetak transparece no estudo do pesquisador e também músico Marco Scarassatti. Numa extensa análise acerca dos documentos, instrumentos, gravações, entrevistas e textos do compositor e teórico musical, o autor reconstituiu fragmentos materiais e imateriais, numa prospecção biográfica que desvelou a substância vital do processo criativo de Smetak: a unicidade entre o espiritual e o fazer musical. Uma delicada tarefa de reflexão sobre a trajetória de experiências do violoncelista, centrada em seu incansável desejo pela dúvida enquanto método, que transparece na tessitura de sua vida. Larga audaciosa e, sobretudo, complexa. Scarassatti envereda por vezes no seu próprio processo de criação para assim poder interpretar a obra do suíço em seu universo mítico, que repercutiu por gerações de músicos brasileiros, entre os quais, os tropicalistas: Gilberto Gil, Rogério Duprat, Caetano Veloso, Gereba, Tom Zé, Tuzé de Abreu, além de Marco Antônio Guimarães e o grupo Uakti. Compositores que transitaram por seus ensinamentos e souberam traduzir o devir musical smetakiano”.

Para o compositor Lívio Tratenberg, Marco Scarassatti, imbuído de um interesse genuíno e independente em abordar o signo Smetak, conduz o leitor através de sua busca, de suas revelações, com uma clareza de linguagem pouco comum a teses e dissertações universitárias. Aborda a multiplicidade de ações e interesses do compositor suiço-baiano com o cuidado que necessita, sem a ansiedade de conclusões e elaboração de chaves de compreensão sistêmica.

“Há muito ainda para se conhecer e se revelar. Este livro é um ótimo início. Grande parte dos escritos de Walter Smetak é ainda praticamente inacessível. “Seus instrumentos e partituras sofrem com a instabilidade – conceito natural e talvez essencial em se tratando de Walter Smetak – de seus materiais e das instituições que deveriam preservá-los. Criador livre e independente, não se preocupava com aspectos como conservação, perenidade e catalogação de sua ação criativa. O conhecimento da obra de Walter Smetak é, certamente, muito útil aos criadores de hoje, uma vez que ele coloca problemas e questões que, se na sua época eram vistos como quimeras de um gringo maluco (no conservador ambiente do Recôncavo), mostram-se, hoje, inquietações atualíssimas na exploração do mundo dos sons, das imagens e das idéias”, destaca Tratenberg.

PARCERIA SESC SP E EDITORA PERSPECTIVA EM TORNO DA PRESERVAÇÃO DO ACERVO DE SMETAK

Para Danilo Santos de Miranda, com esta publicação, a editora Perspectiva e o SESC SP ‘oferecem a possibilidade de fluir pelos conceitos e desejos deste revolucionário alquimista do som’. O SESC SP contribui dessa forma ao propagar seu acervo, tão bravamente preservado pelos familiares e amigos, e suas idéias, por meio de ações educativas desenvolvidas nas várias exposições de seus instrumentos.

“Com este décimo volume de sua coleção Signos Música, a editora Perspectiva dá seguimento ao seu propósito de levar ao conhecimento do público interessado a música de vanguarda e as realizações revolucionárias no domínio do som. (...) Neste contexto, se inscreve Marco Scarassatti com Walter Smetak: O Alquimista dos Sons. O leitor encontrará aqui não só um resgate da contribuição de Walter Smetak na ampliação instrumental das materializações dos meios e espectros musicais, como a pontuação da sua originalidade nos modos de expressão de uma musicalidade que tem avançado em regiões eventualmente invisíveis ou desconhecidas, até há pouco, na pauta das composições e criações dessa arte,”, comenta Jacó Guinsburg, diretor da Editora Perspectiva.

SERVIÇO
DATA: 18 DE AGOSTO
18h, Lançamento livro: “WALTER SMETAK O ALQUIMISTA DOS SONS”, no foyer do Auditório
19h, Apresentação TRIO SONAX com participação de LIVIO TRATENBERG, Auditório, 230 lugares, aproximadamente 80 minutos. Classificação etária: livre.

UNIDADE PROVISÓRIA SESC AVENIDA PAULISTA – Avenida Paulista, 119 – Estação Brigadeiro do Metrô – Fone: (11) 3179-3700. www.sescsp.org.br. Estacionamento conveniado – Rua Leôncio de Carvalho, 98. – R$ 7,00 pelo período de 4 horas.
Assessoria de Imprensa
Pool de Comunicação – Marcy Junqueira
Fones: 11.3032-1599 / 9980-6241
marcy@pooldecomunicacao.com.br; douglas@pooldecomunicacao.com.br


FICHA TÉCNICA DO LIVRO

Título: ‘WALTER SMETAK O ALQUIMISTA DOS SONS’
Edições SESC SP / Editora Perspectiva 2009, 136 p.
40 il. p&b 18,5 x 20,5 x 1 cm
ISBN 978-85-98112-75-6
Distribuição: em todas as unidades SESC SP (capital e interior)
Vendas também pelo portal www.sescsp.org.br/loja

Sobre o autor
Marco Antonio Farias Scarassatti
Possui graduação em Música, modalidade Composição, pela Universidade Estadual de Campinas (1995), mestrado em Multimeios pela Universidade Estadual de Campinas (2001) e doutorado em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é professor contratado da Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero - SP. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em música, atuando principalmente nos seguintes temas: composição, escultura e instalação sonora, improvisação e educação musical.

Sobre Edições SESC SP

As publicações das Edições SESC SP são pensadas e construídas em um longo processo de maturação e discussão, justamente por estarem envolvidas em projetos de largo alcance. Destacam-se aí as parcerias com outras instituições, tais como o governo, editoras e ONGs, ampliando os laços entre suas ações e a comunidade. Muitos desses trabalhos articulam-se em diversas mídias, para atender aos anseios de um público interessado em informações plurais que podem vir de diferentes recursos multimídia, integrando texto, áudio e vídeo. Seu projeto gráfico, muitas vezes arrojado e experimental, constitui-se também em um campo para a criação. Com o intuito de expandir seu campo de ação, atendendo a um público cada vez maior, o SESC SP programou o lançamento de cerca de 30 novos títulos para o ano de 2009, complementando o catálogo construído nos últimos anos e firmando-se cada vez mais como uma importante referência em publicações culturais no país. www.sescsp.org.br/loja

Informações para imprensa: Edições SESC SP

Lítera – Construindo Diálogos / www.litera.com.br
Unidade Relacionamento com Imprensa
Maria Luiza Paiva: luiza@litera.com.br
Telefone: 55 11 3673 7270
Agosto/ 2009